contossemfim

Otávio e o supermercado

In Uncategorized on agosto 12, 2010 at 8:28 pm

Otávio é caixa de uma rede de supermercados famosa. Seu dia é repleto de códigos de barras, cumprimentos gentis e perguntas do tipo: “o Sr. possui o cartão de pontos da loja?”. É claro que possuo, pensa o cliente. Tenho o cartão há uns 10 anos, aproximadamente, e finalmente vou conseguir trocar os pontos por uma torradeira de plástico, ou um rádio-relógio do Mickey. Enfim. O mundo de Otávio é cheio de altos e baixos. Uma hora o quilo da batata sobe, outra hora o preço da alcatra desce. Mas o que Otávio nunca imaginou que poderia acontecer na sua vida era se deparar com uma situação de assalto. Um bandido no seu supermercado, no seu caixa e com uma arma na sua frente. Otávio só teve tempo para uma última pergunta… o Sr. possui o cartão de pontos da loja?” diz ele, em choque. Suando frio por causa do nervosismo, o assaltante, que também parece estar em choque, balança a morte na frente dos olhos de Otávio, que inerte permanece. Aos berros, o assaltante ordena que Otávio deposite o dinheiro da registradora em uma sacola. – O Sr. possui o cartão de pontos da loja? – diz o caixa. – Tenho, e estou no limite de trocar meus pontos por sua vida insignificante. Dessa vez Otávio sente o frio do aço na sua testa, e balbucia: – O Sr. possui o cartão de pontos da loja? Um barulho ensurdecedor é ouvido por todo o ambiente, e o temido frio na espinha corre pelo sistema nervoso de Otávio. Antes do último suspiro, ele olha para seu algoz e, para sua surpresa, vê suas próprias feições. Acorda, limpa o suor da testa e percebe o ambiente ao seu redor. Checa o despertador: 05h40m da manhã. As 06h levantaria para trabalhar. Mas não hoje, e não lá.

Disponível Pedro Ripoll
Disponível  (vídeo ativado) Zozi
wor wor working-*
Ocupado Dino Cantelli
http://twitter.com/tiodino
Ocupado Gustavo Brazzalle
www.cafundo.tv
Ocupado Tiago Dutra
Inativo claudecir pire
http://shownd.com/pire
Inativo Eduardo
Inativo goedert
Inativo Guilherme Carvalho
http://guilherme-carvalho.blogspot.com/
Inativo Gustavo Menyou
Inativo Leo M
Inativo leonardo Fontes
Inativo Marton Santos
Inativo Rodrigo Bonsi
Se melhorar, melhora!
Inativo Victor Gonçalves
Queria ter um elefante!
Off-line <sonicpazes@gmail.com> <sonicpazes@gmail.com> <sonicpazes@gmail.com>
Off-line Adelaide Roczanski
Off-line Ana
Off-line ana cvcvcvvc
Off-line anderson de souza
Off-line Cristiano Vieira
Off-line Cristiano Vieira
Off-line Darlan Vieira
Off-line Delauro
Off-line DENISE aciollydelamari@oi.com.br
Off-line fernanda.veiga.lima
Off-line fernandabehappy
Off-line fernando cabral
Off-line Guilherme Carvalho
Off-line Guto Peron
Off-line h.chefe
Off-line Heber Coimbra
Off-line João Antônio
Off-line Jonatas Borges
Off-line Jonatas Solonca
Off-line Ju Gabbardo
Off-line Junior Crocetta
Off-line Marcel Ferreira Martins
Off-line Marcello Storino
Off-line Rachel
Off-line Rafael Izidoro
Off-line Rafael Reis
Off-line Rafaela #####
Off-line renatinho bittencourt
Off-line soraya vieira
Off-line soudomeio
Off-line Veridiane Graciela de Oliveira
Cristiano – Neovox Convidado
Recolher

Convide um amigo

Enviar convite do Gmail para:
94 restante(s)
Visualizar convite
>
<
Midia Mailing 11-35782336www.midiamailing.com.br – cadastros p/ mala direta segmentada em todo o territorio nacional
« Voltar para Caixa de entrada
Arquivar
Denunciar spam
Excluir
Mover para

Marcadores

Mais ações

‹ Próximas 32 de 8999 Anteriores ›

Contos sem fim… corrigido

Entrada
X

Responder
|

Marlon de Barros

mostrar detalhes 10 ago (2 dias atrás)

Contos sem fim…

Toda história tem um começo.

Contos sem fim é um blog de histórias incompletas, feitas para leitores incansáveis. Aqui, você lê e participa da criação dos textos. Afinal, toda história tem um começo, mas o final é por sua conta.

CHARLES

Charles sempre foi um cara tímido e inseguro. Cada passo significa uma dúvida no seu caminho. Charles tem tanta dificuldade de tomar decisões que fica confuso até na hora de escolher um lanche no McDonald’s.  Porém, mesmo com tantas incertezas pela frente, Charles nunca ficou parado. Tem medo de ficar para trás. Charles tem medo de muitas coisas na vida. Tem medo da vinheta do Globo Repórter. Da moça da embalagem de palitos Gina. E de tomar leite de saquinho. Mas o que Charles mais tem medo é de se apaixonar. Certo dia, numa dessas coincidências da vida, Charles esperava o ônibus para o trabalho e conheceu Sara. Uma moça linda, de cabelos ruivos, pele branca e sardinhas no rosto. Sara era agitada, inquieta e, diferentemente de Charles, nem no ponto de ônibus conseguia ficar parada. Dessa vez, quem se mexeu foi o coração de Charles…fim

OTÁVIO

Otávio é caixa de uma rede de supermercados famosa. Seu dia é repleto de códigos de barras, cumprimentos gentis e perguntas do tipo: “o Sr. possui o cartão de pontos da loja?”. É claro que possuo, pensa o cliente. Tenho o cartão há uns 10 anos, aproximadamente, e finalmente vou conseguir trocar os pontos por uma torradeira de plástico, ou um rádio-relógio do Mickey. Enfim. O mundo de Otávio é cheio de altos e baixos. Uma hora o quilo da batata sobe, outra hora o preço da alcatra desce. Mas o que Otávio nunca imaginou que poderia acontecer na sua vida era se deparar com uma situação de assalto. Um bandido no seu supermercado, no seu caixa e com uma arma na sua frente. Otávio só teve tempo para uma última pergunta… fim.

Go! Charles

In Uncategorized on agosto 12, 2010 at 8:25 pm

Charles sempre foi um cara tímido e inseguro. Cada passo significa uma dúvida no seu caminho. Charles tem tanta dificuldade de tomar decisões que fica confuso até na hora de escolher um lanche no McDonald’s.  Porém, mesmo com tantas incertezas pela frente, Charles nunca ficou parado. Tem medo de ficar para trás. Charles tem medo de muitas coisas na vida. Tem medo da vinheta do Globo Repórter. Da moça da embalagem de palitos Gina. E de tomar leite de saquinho. Mas o que Charles mais tem medo é de se apaixonar. Certo dia, numa dessas coincidências da vida, Charles esperava o ônibus para o trabalho e conheceu Sara. Uma moça linda, de cabelos ruivos, pele branca e sardinhas no rosto. Sara era agitada, inquieta e, diferentemente de Charles, nem no ponto de ônibus conseguia ficar parada. Dessa vez, quem se mexeu foi o coração de Charles… Por alguns instantes, Charles duvidou ter forças suficientes para mover-se. Mas o medo, como sempre, não o pararia. Seu problema era a dúvida. De tanto planejar como se aproximar de Sara, que palavras dizer, viu, de repente, sem que pudesse alcançá-la, Sara entrar em um ônibus que não era o seu. Pôs as mãos na cabeça e desatou a correr feito um louco por entre os carros em movimento. “Se for para morrer…”, pensou ele, “que seja na guerra”. Viu mais duas vezes o ônibus parar pelo caminho sem que estivesse próximo o suficiente para embarcar. Já exausto e deprimido, não viu quando uma moto em alta velocidade cruzou infortunadamente o seu caminho. Apagou no meio da rua, horrorizado com o próprio sangue de seus ferimentos. Quando acordou, não podia acreditar no que seus olhos estavam vendo. Uma linda jovem de cabelos ruivos, pele branca e sardinhas no rosto cuidava de seus ferimentos… Era Sara, enfermeira do hospital para o qual havia sido levado. Charles não teve dúvida de que, pela primeira vez, seu destino não poderia ser diferente.

A transformação de Raquel

In Uncategorized on agosto 12, 2010 at 7:35 pm

Raquel tinha 13 anos e nenhum amigo. Era tão fechada em si mesma que, na escola, na farmácia e na venda, muitos pensavam que fosse muda. Em casa, era a tola. Sempre cabisbaixa, apática, inerte. Não lhe conheciam paixões nem preferências, a não ser sua compaixão por animais de rua, aos quais sempre alimentava com pedacinhos de pão ou restos de comida. Tinha notas medianas, embora jamais demonstrasse entusiasmo com os estudos. Fazia raras aparições à igreja. Numa tarde qualquer, enquanto voltava da escola, alguém percebeu um volume anormal em sua barriga…